O que é um Linfoedema?

Glosario de Linfedema, Enfermedad de Milroy, Asociaciones, Drenaje manual, Niños con Linfedema, Mi vida con el linfoma y linfedema, Biopsia del Nódulo Linfático Centinela, Síndrome de Stewart-Treves, Síndrome de Meige, Hinchazón del brazo, hinchazón de la pierna, Síndrome de Melkersson Rossenthal, Drenaje linfático manual, Síndrome de Meige, El Sistema Linfático, Genetica del Linfedema, Biopsia de los ganglios linfáticos, Linfadenitis, linfangitis, Infecciones del linfedema, Linfedema y Cáncer, Linfedema Hereditario, Sindromes Linfoproliferativos, La Elefantiasis, Síndrome de distiquiasis, Linfangioleiomiomatosis, Síndrome de Klinefelter, Linfogranuloma venéreo, Dolor Cronico, Linfedema postmastectomía, Linfangiograma, Tratamiento quirúrgico, Linfadenitis, Celulitis, Linfangioma, Higroma Quistico, Antibioticos, Infecciones, Linfedema Therapists, Tratamiento Clinicos - Lymphedema Spanish - Spain, Mexico, Centra and South America

Moderators: Cassie, patoco, Birdwatcher, Senior Moderators

O que é um Linfoedema?

Postby patoco » Sun Jun 11, 2006 10:37 am

O que é um Linfoedema?

Por Favor Visita: Lymphedema People

http://www.lymphedemapeople.com

---------------

O que é um Linfoedema?

O Linfoedema é um inchaço de uma parte do corpo, mais comum nas extremidades (braço ou perna), devido a uma acumulação do fluido linfático no tecido intersticial.

Quando um Linfoedema não é tratado atempadamente, torna-se numa doença crónica causando uma sensação de peso, desconforto, perda de mobilidade, deformações estéticas e em casos extremos desenvolvimento de situações malignas. O Linfoedema pode ser Primário e Secundário.

O Linfoedema Primário pode ocorrer no nascimento, na adolescência ou na idade adulta e é devido a uma deficiência do sistema linfático.

O Linfoedema Secundário pode resultar de uma cirurgia, como é o caso do cancro da mama, remoção de gânglios axilares, tratamentos à base de radiações, quimioterapia e como é óbvio em todos os casos onde houve uma interrupção do sistema linfático.

O Linfoedema Secundário pode desenvolver-se logo após a cirurgia, semanas, meses ou até anos mais tarde. Nestas situações a Drenagem Linfática Manual é altamente eficaz porque não só ajuda a reduzir o fluido linfático acumulado no membro afectado, como também encontra percursos colaterais que ajudam a drenar e a reduzir o edema, o que não acontece com outras técnicas de massagem que, devem ser evitadas por se correr o risco de fechar temporariamente os vasos linfáticos na área afectada.

O nosso objectivo é disponibilizar um programa de tratamento que possa melhorar a qualidade de vida das pessoas que sofrem de uma doença para a qual não existe cura: o Linfoedema.

Tratamos os pacientes de uma forma personalizada e fazemos um programa específico para cada caso. Hoje em dia fala-se muito na prevenção do cancro da mama mas pouco se fala do tratamento post-cirurgico. Cerca de 20% das mulheres que sobreviveram a um cancro da mama desenvolveram Linfoedema.

Não basta sobreviver a um cancro, os efeitos adversos de um Linfoedema afectam a qualidade de vida daqueles que são obrigados a viver com esse desconforto para o resto das suas vidas.

Nos Estados Unidos da América em hospitais e institutos como é o caso do Penrose Cancer Center do Pink Ribbon, do Lymphedema Therapy Center, e muitos outros, existem programas para ajudar os pacientes a tratar e controlar o seu Linfoedema e um dos métodos utilizados é a Drenagem Linfática Manual (método Dr. Vodder).

http://www.homeos.pt/linfoedema.html

.......................

Drenagem Linfática Manual

MÉTODO ORIGINAL DR. VODDER

Desde que, por volta dos anos 30, o Dr. Vodder e a sua esposa criaram e introduziram com êxito a Drenagem Linfática Manual no tratamento de afecções crónicas das vias respiratórias superiores, o seu campo de aplicações médicas foi-se ampliando e aprofundando com o passar do tempo. Em alguns casos a DLM, constitui um procedimento principal de tratamento, como é o caso dos LINFOEDEMAS, enquanto noutros casos há que considera-la simplesmente como uma terapia acompanhante ou de apoio. Será impensável não pensar nela quando se fala de POST-MASTECTOMIA ou de qualquer outra intervenção cirúrgica.

É uma técnica especifica de massagem manual que exige uma formação adequada. Esta técnica caracteriza-se por uns movimentos muito suaves e precisos, todos em forma circular e espiral e por um trabalho intensivo realizado nos centros de gânglios linfáticos.

Procurando aliviar os sintomas, primeiro trata o sistema linfático superior, ou seja, a zona do coração, as zonas dos gânglios linfáticos do pescoço, da garganta, e dos ombros, evoluindo depois, de forma progressiva, para as zonas afectadas, mais afastadas do coração. Na maioria dos casos este tratamento tem a duração de 1 hora.

Estimula a circulação linfática nos vasos linfáticos ao acelerar a absorção de líquidos e das macro-moléculas do tecido intersticial, pela activação da capacidade peristáltica destes vasos. Por isso, a Drenagem Linfática Manual faz absorver inúmeras formas de EDEMAS. Não só absorve formas de edemas aparentes, como também o faz a formas menos visíveis, como por exemplo; os EDEMAS POST-OPERATÓRIOS dos membros, o edema do braço depois de uma MASTECTOMIA, assim como os edemas POST-TRAUMATICOS, como os que aparecem quando se faz uma fractura óssea; mas também é eficaz em formas de edemas ainda menos visíveis, como os que podem dar origem a dores de cabeça e a dores da coluna vertebral.

A Drenagem Linfática Manual segundo VODDER, estimula o processo imunitário, ao aumentar, na zona cortical dos gânglios linfáticos, a produção de linfócitos.

A Drenagem Linfática Manual é indicada de forma indiscutível em todos os casos de LINFOEDEMAS, ou seja, de edemas resultantes de uma debilidade ou de uma diminuição da capacidade de transporte do sistema linfático.

A Drenagem Linfática Manual favorece a regeneração dos tecidos

Este efeito regenerativo pode explicar-se pela eliminação do edema intersticial, factor de diminuição da velocidade da micro circulação. Segundo VODDER este facto também se poderia. explicar pelo aumento da produção de linfócitos, cujo núcleo tem um papel alimentício e regenerador para os tecidos. Este fenómeno foi observado em úlceras varicosas, osteoporoses, celulites e enxertos de órgãos.

A Drenagem Linfática Manual exerce uma acção sedante, tranquilizante e relaxante. Favorece o predomínio do sistema nervoso parasimpático, a parte do sistema nervoso autónomo que preside à recuperação de forças e à regeneração de tecidos. De facto, quando se inicia o tratamento, a maioria dos pacientes sentem que os seus músculos se relaxam, as suas pálpebras pesam e uma sensação de torpor invade-os.

A Drenagem Linfática Manual é utilizada em diversas indicações terapêuticas tais como:

Linfoedema Primário e Secundário
Linfoedema do braço post-mastectomia
Edemas pós-operatórios e post-traumáticos
Problemas circulatórios
Post-cirurgia plástica
Post-Lipoaspiração
Sinusite, Rinite e Otite
Varizes e pernas cansadas
Edemas da Gravidez
Enxaquecas
Artroses, Artrites, Gota
Tendinites
Celulite
Marcação de consultas e tratamentos:

Telef: 21 797 11 62

http://www.homeos.pt/Drenagem_Linfatica_Manual.htm

.......................

Linfoedema da perna

A sua causa deve-se a uma disfunção congénita do sistema linfático que resulta num Linfoedema da perna e que começa frequentemente com um edema periférico. Neste caso , verifica-se o inchaço do pé e do tornozelo e se não for tratado, toda a perna pode tornar-se edematosa. Como o paciente se apercebe dessa condição apenas quando o pé começa a inchar, é difícil que tome as medidas preventivas necessárias.

O Linfoedema Primário pode existir à nascença mas também pode desenvolver-se mais tarde. O inchaço normalmente começa durante a puberdade. É muito difícil o diagnóstico de mal formação congénita dos vasos linfáticos sem a presença visual do Linfoedema.

Quais as causas do Linfoedema secundário da perna?

Linfoedema da perna antes e depois do tratamento

Se não for tratado o Linfoedema piora progressivamente e um caso de edema ligeiro pode degenerar num endurecimento dos tecidos, devido à formação de fibrose e à esclerose.

Mais ainda, um Linfoedema não tratado durante muito tempo pode originar um estado canceroso.

- Danificação cirúrgica dos vasos linfáticos.

- Remoção dos gânglios linfáticos inguinais (virilha) e/ou na pélvis

- Traumatismo acidental dos vasos linfáticos das pernas, por exemplo quando existe uma fractura resultante de uma pancada forte na anca, etc.

- Radioterapia nas virilhas, no abdómen, ou nas vértebras lombares.

- Inflamação dos vasos linfáticos ou dos vasos sanguíneos da perna ou da região pélvica.

HOMEOS - Instituto de Saúde Integral
Campo Grande 35 - Galeria A
1700 - 087 Lisboa
Telefone: 21-797 11 62
Email: dlm@homeos.pt

http://www.homeos.pt/linfoedeperna.html

.......................

Linfoedema do braço

O tratamento normal para o cancro da mama é a remoção parcial ou total do peito com a extirpação parcial ou total dos gânglios axilares.

O risco de desenvolver Linfoedema depois da cirurgia do cancro da mama, depende do número de gânglios removidos, da quantidade de radiação recebida e na capacidade que as funcionalidades restantes ainda tiverem para compensar a perda. Muitas vezes o Linfoedema não aparece senão após alguns anos depois do cancro.

25 % - 50% dos pacientes desenvolvem "Linfoedema secundário do braço".

A remoção dos gânglios axilares provoca a destruição dos vasos linfáticos superficiais e profundos do braço e do quadrante desse mesmo lado. Isto resulta numa predisposição para a formação de um Linfoedema nesse lado.

Embora o Linfoedema não ameace a vida do paciente é sem dúvida a causa de desconforto físico e mental e até em alguns casos impeditivo.

Se não for tratado atempadamente o Linfoedema tornar-se-á pior com o tempo. Haverá lugar a um endurecimento dos tecidos com a formação de fibrose e esclerose. Um Linfoedema do braço que se mantenha sem tratamento pode degenerar em cancro (angiosarcoma).

Com uma aprendizagem e cuidados apropriados o Linfoedema pode ser prevenido ou no caso de se desenvolver poder ser mantido sob controlo.

Nestas situações a Drenagem Linfática Manual é altamente eficaz na redução da dor e no alivio do Linfoedema, actuando sobre:

Gânglios Linfáticos cervicais (Terminus)

Cicatriz ou incisão

Braço afectado e terapia do movimento do ombro

Área da pele afectada pela radiação

HOMEOS - Instituto de Saúde Integral
Campo Grande 35 - Galeria A
1700 - 087 Lisboa
Telefone: 21-797 11 62
Email: dlm@homeos.pt

http://www.homeos.pt/linfoedeBraco.html

.......................

Os problemas da Pressoterapia

Até a alguns anos atrás, as terapias para o tratamento dos Linfoedemas eram muito limitadas. Posteriormente novas técnicas surgiram numa tentativa de automatizar o tratamento. A Pressoterapia é uma dessas técnicas e baseia-se na utilização de bombas pneumáticas.

O problema fundamental das bombas pneumáticas é que não permitem a preparação (evacuação e estimulação) dos quadrantes do lado a que pertence o membro edematoso e do quadrante adjacente a esse de modo a que este seja capaz de receber o excesso de fluido descarregado do membro afectado. As bombas "amassam" o membro afectado e meramente re-localizam a área do Linfoedema.

A utilização desta técnica pode produzir efeitos contrários se houver uma inadequada regulação da pressão da bomba podendo provocar a interrupção da circulação dos vasos linfáticos já debilitados, num sistema linfático afectado.

Por exemplo, é frequente o aumento do inchaço de uma mão para o dobro do seu tamanho normal, como resultado da excessiva pressão no braço, particularmente nos pacientes com excesso de tratamentos pelo sistema de bombas.

Como as bombas não são eficazes em vencer a fibrose (proliferação do tecido conjuntivo que resulta no endurecimento do membro edematoso), tendem a irritar a pele como resultado da acção de bombagem a qual aumenta por sua vez o risco de celulite e linfagite.

Nenhum aparelho, por mais sofisticado que seja, pode substituir a mente e as mãos treinadas de um terapeuta de Drenagem Linfática Manual, no tratamento de um Linfoedema. O terapeuta, estudou a fisiologia do sistema linfático e a fisiologia patológica que é única em cada paciente. Determina o melhor processo de reencaminhar o fluido estagnado através dos vasos linfáticos que, ainda estão intactos no membro edematoso.

http://www.homeos.pt/pressoterapia.html

HOMEOS - Instituto de Saúde Integral Lda
Campo Grande nº35 - Galeria A
1700 - 087 Lisboa
Telefone: 21-797 11 62 Telemovel: 91 781 45 93
Email: dlm@homeos.pt

..........
patoco
Site Admin
 
Posts: 2175
Joined: Thu Jun 08, 2006 9:07 pm

Return to Linfedema

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests


cron